De um velho manuscrito...

| sexta-feira, 29 de julho de 2011

Sorrisos sumindo
Amores negados
Lagrimas caindo
Sonhos roubados
As dores partindo
Em um peito cerrado

Quero meus sorrisos
Devolva meus amores
Enxugue meus olhos
Arranque as minhas dores
Dê-me o sentimento
Em doces sabores

Onde estão os abraços
Onde está meu abrigo
Onde foi o sabor
E a doçura dos figos
Onde está a segurança
Dos códigos sem artigos

Quero teu sorriso
Quero sentir teu calor
Quero ouvir tua voz
Quero provar teu amor
Para ti sou a lembrança
Para mim sou a dor.

Dom Isidro

1 comentários:

{ Du } at: 30 de julho de 2011 12:18 disse...

Dizer que teus poemas são LINDOS já virou clichê... AMEI!!!

 

Copyright © 2010 Sábio do Mate